Por Lena Kurtz de Porto Alegre | [ jornalista e artista visual ]

Chico Lisboa: jovem aos 79 anos

A Associação Chico Lisboa está de aniversário, completando 79 anos de existência! A Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, ou simplesmente a “Chico”, como é mais conhecida, é uma das mais antigas entidades culturais em funcionamento no Rio Grande do Sul.


Completar 79 anos de atividades é uma façanha, em tempos de Modernidade Líquida, para usar o conceito do sociólogo polonês Zygmunt Bauman . E tem seus segredos!!
 

Afinal, a Chico foi fundada em 1938,  como uma alternativa para o sistema oficial de ensino, discussão e produção de arte oferecido pelo Instituto de Artes da UFRGS.
 

Talvez, entre seus maiores segredos estejam o importante papel que teve (e tem!) ao longo de toda a sua história, no incentivo à produção plástica no Estado, e sua participação em diversos movimentos culturais e políticos de repercussão na cena sulina. Como a luta contra o Estado Novo; pela Anistia e pelas Constituintes em 1946 e 1988; pela liberdade de expressão em momentos de ameaça, e em outros tantos episódios importantes da história do país.
 

Talvez, o segredo seja o elenco de grandes expoentes das artes plásticas do Rio Grande do Sul que sempre teve como sócios e, principalmente, como diretores e presidentes, como Carlos Scliar, Francisco Stockinger, Vasco Prado, Zorávia Bettiol, e José Francisco Alves, só para citar alguns. Hoje é presidida pela Kátia Costa, artista visual e fotógrafa, e tem como secretária Janice Moreira, que também faz suas incursões pela Fotografia. Duas batalhadoras incansáveis,  sempre atentas ao que de mais contemporâneo está acontecendo no cenário artístico gaúcho. O que também pode ser um segredo de longevidade, porque mantém a jovialidade da Chico.
 

E que requer fôlego, porque não é fácil atender centenas de sócios e ainda oferecer intensa programação, mantendo o Prêmio de Artes Plásticas Chico Lisboa e um salão de arte dos mais importantes do Estado, que acontece desde a fundação com poucas interrupções, como no período do Regime Militar, em que teve suas atividades reduzidas, só retornando com força total em 1979 para não mais parar. 

 

E ainda participar da fundação de pólos culturais no Interior; desenvolver atividades variadas, como feiras de arte, projetos de itinerância, edição de um jornal e outras publicações; e organizar encontros, debates e viagens culturais. Sem contar com a participação na elaboração das Leis Estaduais de Incentivo à Cultura.  Ações que engrandecem as artes no Rio Grande do Sul e que lhe valeram o ingresso, há pouco tempo,  no Comitê Regional da AIAP- Unesco [Association Internationale des Arts Plastiques].
 

Os 79 anos da Chico estão sendo comemorados com várias exposições e eventos. O espaço cultural fica na Travessa dos Venezianos, número 19.
 

Vale dar uma chegada e quem sabe, descobrir mais alguns segredos da longevidade, e da juventude,da Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa aos 79 anos. Vida longa à ela ! Que venham os 80!!

 

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon