Mercado de Arte

Sandro Bellorini 

 

                   O processo artístico de Sandro Bellorini é baseado nas múltiplas intervenções, bem como a exploração do desdobramento da pintura, através de ações em espaços não convencionais, que dialogam com os vários tipos de matérias, materiais e suportes, utilizados durante o processo de criação artística. Conceitos como marca, memória e tempo são questões abordadas, por exemplo, no trabalho intitulado de “Rua Júlio de Castilhos” [foto acima].

                        O trabalho artístico de Bellorini parte da ação da captura da marca no asfalto, que estão expostas e sofrem com as ações climáticas e oxidação de ferro.

                      As intervenções, bem como os degastes provocados na tela, servem de base para que Bellorini possa interferir com a pintura. “Particularmente a rua não é só um itinerário, mas uma pulsação, um palco de vivências e é através desta ação busco capturar fragmentos dessas lembranças” afirma o artista, que faz utilização de diversos materiais como, tinta a óleo, tinta acrílica, urina, ferrugem, betume, pastel oleoso, fita de vídeo cassete, filmes fotográficos, assim como costura e colagem, na composição de seu universo e trabalho criativo.

                  Recentemente, em outubro de 2016, Bellorini fez parte da mostra coletiva Insubmissíveis, organizado pela também artista plástica Roberta Agostini a qual contou exposições na Galeria Da Duque, em Porto Alegre.

Tela Rua Júlio de Castilhos de Sandro Bellorini | Foto, divulgação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon