Agenda | Exposição | Escadaria Viaduto Otávio Rocha / Porto Alegre

Street Expo Photo

a promenade fotográfica

por Paulo Leônidas

O conceito de percurso ou promenade se refere por natureza a um fim estético, uma experiência sensorial recente na nossa história, é certamente um fenômeno, que se manifesta especialmente no jardim “pittoresque” inglês e no urbanismo no inicio do século XIX. A ideia do percurso variado, de interessantes pontos de vista, das surpresas e encantos e do aparente movimento da Arte de acordo com o posicionamento dos objetos e da percepção que se tem deles ao se perambular no espaço, foram qualidades buscadas ao longo da nossa civilização. Na Grécia o mesmo sentido de perambular ou passear se encontra no verbo peripateo, composto por peri (ao redor) e pateo (caminhar), desta maneira a escola dos Peripatéticos de Aristóteles (384 a.C - 322 a.C), encarna o sentido de estar a passear ou perambular pelos arredores: a caminhada do saber.

Na exposição fotográfica “Street Expo Photo” o espectador, à medida que avança e se desloca, discerne a distância, centenas de objetos: num momento os captura, em outro momento os perde, oferecendo a ele uma gratificante sensação de inesperada reflexão e espetáculo.

Essa ideia das Artes onde o espectador se move é algo que, por exemplo, encontramos nos impressionistas que a tentavam retratar dentro de suas pinturas,  participando de suas naturezas e prazeres sensoriais, e que Charles Baudelaire (1821 – 1867) , descreve como um flâneur.

O flâneur da “Street Expo Photo” atravessa as ruas caóticas e os espaços escondidos da cidade e encontra na escadaria de um importante objeto urbano, o histórico Viaduto Otávio Rocha, exposição de trabalhos de 92 fotógrafos de vários lugares do Brasil. Este estupendo esforço é a iniciativa do fotógrafo e produtor cultural Marcos Monteiro, de Porto Alegre.

Na “Street Expo Photo” a percepção do flâneur parece incidir sobre o que é transitório na cidade, mas ele não se limita a criticar a transitoriedade, alimenta-se dela. Esta Arte transformada em “coisa” pública, procura inicialmente contrapor-se à aristocracia das salas expositivas, que vem a se revelar no protagonismo do observador da cidade, o flâneur. Este protagonismo do observador e a qualidade dos convidados transcende na belíssima curadoria de Marcos Monteiro (fotógrafo/ produtor cultural, Porto Alegre) e Marcos Varanda (fotógrafo/ produtor cultural, São Paulo).

As fotografias na exposição e os  cidadãos partilham um espaço que é, de fato, um “aqui” e um tempo que é, sem dúvida, um “agora” vivenciados espontaneamente e cujo comprometimento recíproco acaba por fazer com que as imagens fotográficas se remetam uma para a outra sem mediação, a não ser, exatamente a do nosso olhar, esta talvez a grande qualidade da “Street Expo Photo”.

Em vez de criar menos objetos de sedução visual, a fotografia que vemos expostas relacionam, mediam e projetam significados. Na exposição o significado final de qualquer imagem ultrapassa a fotografia; ele redireciona nossa consciência para o mundo e a nós próprios ao permitir uma sensação de identidade e vida. A Arte significativa faz com que nos sintamos como seres corpóreos e espiritualizados. Na verdade, essa é a sua grande missão.

A exposição “Street Expo Photo” é a mais importante e impactante exposição artística “open space” de 2018 em Porto Alegre. Imperdível!!!

Exposição “Street Expo Photo”

Local: Escadaria Viaduto Otávio Rocha / Porto Alegre

Abertura: 10 Novembro 2018

Fechamento: 10 Dezembro  2018

Criação e Produção: Marcos Monteiro

Curadoria : Marcos Monteiro e Marcos Varanda

Fotos Artigo: Marcos Monteiro