O professor que pratica 

e irá ao Japão

*Plogging é uma prática sustentável que consiste em caminhar, pedalar ou correr em baixa intensidade, recolhendo resíduos descartados no meio ambiente.

Carlos Alberto Tenroller

O professor que pratica plogging e irá ao Japão é um livro que versa sobre sustentabilidade na perspectiva prática. Nas 22 narrativas, predominantemente na primeira pessoa, o autor compartilha suas experiências a cerca de dicas de economia, com fins a realizar duas grandes metas que ele estabeleceu para si a partir do ano de 2004: publicar em média um livro a cada ano e conhecer novas paisagens, cidades e países.

Perseguindo tais objetivos, o autor, que irá ao Japão com seu filho, encontrou ainda mais motivação ao praticar caminhadas, trilhas e pedalar sempre em busca das moedinhas (latinhas) que acumula para vender e obter, ano a ano, verbas para alimentar a sua síndrome de Wanderlust, isto é, seu vício por viajar, peregrinar e caminhar mundo a fora. Além de praticar plogging, esporte sustentável, o autor capta e armazena água da chuva, em algumas ocasiões usa a bicicleta em vez do carro, cata garrafas pets e latinhas. Também aceita doações destes resíduos recicláveis. 

Ao longo dos textos, há ideias e sugestões simples que urgem serem adotadas em cada casa, rua, bairro e escola em prol de um meio ambiente menos desequilibrado e melhor para se viver. Como parte do projeto, cada exemplar deste livro poderá ser adquirido por R$20,00 ou através de 3 kg de latinhas de alumínio amassadas. Após mais de 300 palestras sobre sustentabilidade e plogging em diversas escolas pelo RS, o autor está à disposição para tais atividades. Viva o plogging! Viva a educação!

O autor possui um vasto histórico de trabalhos voluntários com palestras e atividades sobre os temas plogging e sustentabilidade. O livro aborda em momentos pontuais suas experiências com escolas no que diz respeito a este trabalho, e é notável também seu empenho e disponibilidade em fazer difundir a importância do conhecimento nessa área tão significativa, cada vez mais necessitada de atenção, reflexão e ação de todos nós. Caso haja interesse de agendar palestras com o autor, participações em feiras do livro e outros eventos e ambientes similares,  entre em contato. 

Carlos Alberto Tenroller

(51) 9 9142 6868

"Como exemplo, neste momento, podemos parar de ler e olhar para o nosso entorno para observar e refletir quanto a pequenas atitudes e ações que, na maioria das vezes deixamos de fazer e que estão diretamente relacionadas à sustentabilidade. TV e lâmpadas ligadas, ar condicionado, copos plásticos descartáveis, canudinhos plásticos, papéis ou resíduos incorretamente descartados, comida que deixamos no prato, banho demorado, torneira e caixa d’água vazando, resíduos no chão, verso de folhas já usadas não aproveitados, sacolinhas plásticas pedidas e descartadas em excesso, lixos misturados... Uma infinidade de outros exemplos podem ser observados e aqui listados. Como exercício para verificar o nosso grau de “culpa”, reflitamos sobre com quais dos itens dessa breve e pequena lista contribuímos para a magnitude de desperdícios?
    Em todas as perspectivas, revisar nossos atos é um exercício de eterno aprendizado. Três verbos que devem ser lembrados quando pensamos em sustentabilidade, são: reduzir, reusar/reutilizar e reciclar. Todavia, há pessoas que usam argumentos na tentativa de minimizar os seus equívocos, excessos e desperdícios. Diante de tal realidade, são observados inúmeros problemas que, se não afetarem o vizinho hoje ou amanhã, logo mais à frente os efeitos negativos se farão notar."

Em "Narrativa 2 | Breves palavras sobre sustentabilidade".