contra png.png
capa geral.png
titulo png.png
letra png.png

Ao abordar um tema tão complexo quanto o significado da morte em seus seis contos policiais Paulo Leônidas nos fornece histórias fascinantes sobre este tema que fascina e aprisiona os homens ao longo dos séculos

                              morte é apenas um horizonte é uma obra em que os contos se desenvolvem em um mosaico de situações e fatos verídicos ou imaginários, fisicamente tão diferentes quanto aos seus personagens fazem de cada uma das histórias uma variação de um mesmo clímax comum. É também um caleidoscópio que ambiciona revelar aqueles que se defenderam pela morte contra a indiferença, agressão e ingratidão dos homens. É m livro em que suas palavras iniciais já tenham sido escritas por Charles Baudelaire no seu prefácio em Le Spleen de Paris, e assim alertamos que o livro pode ser interrompido onde quiser como se tirássemos uma das suas seis vértebras de uma serpente e os contos restantes dessa fantasia literária se reunirão sem dificuldade.


Um livro simples sobre coisas complicadas.


Ao abordar um tema tão complexo quanto o significado da morte em seus seis contos policiais Paulo Leônidas nos fornece histórias fascinantes sobre este tema que fascina e aprisiona os homens ao longo dos séculos. A reflexão sobre o crime e o que deles permanece, como a noção do certo e errado em nosso imaginário. Até onde isto nos desafia?  A morte é apenas um horizonte mistura aventuras, assassinatos e revelações, c  como num jogo construído pela própria morte onde o mais importante não é o que se ganha, mas o que o outro perde.

Amazon-Kindle-Symbol.png