Não fuzilem meu pai mostra momentos de uma sociedade onde o personagem principal desenvolve sua personalidade e vocação diferente das ações da família. O protagonista vive amores e desamores, sempre lutando para ser fiel aos seus saberes e contra as injustiças que predominam na sua época.

“Não fuzilem meu pai” mostra-se como um romance de ficção que pretende conduzir o leitor a uma busca de sua trajetória e o que faz para melhorar o seu íntimo e suas relações de formação, familiar e social.

Não fuzilem meu pai narra um tempo, aconteceu na sociedade ditatorial, a necessidade de famílias se adaptarem e criarem seus filhos. As relações empresariais, as relações afetivas e principalmente o lar, os amores, as desilusões. O choque cultural e de vocação, onde o filho busca outros afazeres, diferentes da sua família.

Escrever é uma forma de libertação. É traduzir os arquivos de memórias, vivências e imaginações que estão dentro da gente.


Importante quando uma obra gera reflexões ou ainda uma vontade de ir além, de buscar, de dar sentido ao escrito lido.


E isso acontece, porque Ivânio nos coloca no lugar de uma criança/adolescente, presenciando situações e acontecimentos no cenário da ditadura de 1964, sem muito entender, mas com o sentimento do medo. Temor que sem mais sem menos, pudesse seu pai ser fuzilado.


Caminha por estradas de ideais, que de certa forma se constroem como alternativos para alguns, ao mesmo tempo em que o vazio de perspectivas acomoda.


As opções de vida refletem a ausência de sonhos e isso parece normal. Os horizontes parecem ter sido fuzilados, sem que tivessem passado pelo sentimento do medo.
Uma pílula de desmemória histórica, ultrapassa os anos e contamina gerações.
Até quando???

Elvidia Zamin – Cood. Do Movimento Pró-Arte.

Ivânio Dalagno é Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade de Passo Fundo. Técnico em Meio Ambiente formado pelo Instituto Federal Farroupilha. Pesquisador, escreveu diversos ensaios e artigos. Escritor, poeta e jornalista, com várias publicações de entretenimento, entre elas Saudade de ser feliz, À espera de um filho e Poesias escolhidas. Trabalhou com televisão, cineasta. Líder de entidades sócio populares.