Diante da nova realidade importa pelo Corona Vírus,  dois amigos inquietos física e mentalmente, conversam sobre o momento difícil da Humanidade. Resolvem organizar um livro com textos diversos , para registrar os sentimentos diversos que as pessoas passaram a experimentar após a disseminação do Covid-19

Para isso, outros/as amigos/as foram convidados para produzir, ou reproduzir no papel os sentimentos de cada um. Registre-se que alguns textos foram publicados inicialmente nas redes sociais dos autores e com sua anuência, “chupados” para o livro. Quase tudo era válido: pressão nos governantes, desabafo, página de diário, poesia, desenho, despedida, o que “der na telha” (gíria antiga).

 

O importante era se manifestar, exercer a liberdade de expressão, para, quem sabe, deixar um registro do período duro e profícuo que a Humanidade como um todo, e cada um com suas idiossincrasias, está atravessando. Tipo cápsula do tempo. Revivendo a crise da gripe espanhola (que não iniciou na Espanha) de 1918-19, que matou entre 50 e 100 milhões de pessoas (pela margem de erro, vê-se que as estatísticas daquela época também eram frágeis).


Juarez Braga Zamberlan |  Nelson Brauwers
Organizadores