CORPOSIÇÃO

Primeira individual de Roberta Agostini, na UFCSPA, choca e leva a reflexão

 

Os transtornos narcisísticos e a correlação com a depressão na imagem corporal, a partir dos transtornos alimentares na perspectiva do realismo,  é o tema de análise da artista visual Roberta Agostini  na primeira exposição individual .

São quatro obras em grande formato: dois homens - um obeso  e outro anoréxico -, uma mulher anoréxica  e uma criança obesa. As obras estiveram  no Espaço de Artes da UFCSPA.

O conjunto representa  a morbidez existente em nossos interiores psíquicos.

O que revela os traços realistas em grafite e  carvão da artista? O cruel domínio midiático sobre nossos sentidos, excluindo-nos da suprema  vontade de decidir sobre nosso próprio comportamento e abortar a ideia de felicidade a favor do padrão estético - o que faz a sociedade contemporânea tão infeliz.

Roberta Agostini nos avisa  da suprema tirania e repressão imposta aos que são levados a perder o controle. Como ser racional dentro  da avalanche de apelos? Essa é a função do artista engajado: revelar o conflito e o livre arbítrio à reflexão.  .

Corposição - Exposição individual de desenhos em grandes formatos de Roberta Agostini, com curadoria de Lena Kurtz, que foi apresentada no Espaço de Artes da UFCSPA entre 17 de novembro e 16 de dezembro, em Porto Alegre.

JOÃO CLAUVECI MURUCI

Artigos | Análise | Corposição | João Clauveci Muruci